Dinâmicas em Grupo

RECREAÇÃO
Dinâmicas de Grupo


Dinâmica:
Objetivo: não faça ou deseje aos outros o que não gostaria para si
Material: papel e caneta
Procedimento: forma-se um círculo, todos sentados, cada um escreve uma tarefa que gostaria que seu companheiro da direita realizasse, sem deixá-lo ver. Após todos terem escrito, que irá realizar a tarefa é a própria pessoa que escreveu. "não faça ou deseje aos outros o que não gostaria para si"
Respeito ao próximo.


Contribuição enviada pela usuária: Adriana Rezende da Silva Telles
Dinâmica: " da Historinha"
Objetivo: Treinar a memorização e atenção.
Procedimento: Todos devem estar posicionados em círculo de forma que todos possam se ver.
O organizador da dinâmica deve ter em mãos um objeto pequeno e direcionando a todos deve começar a história dizendo: Isto é um ..... (Ex. cavalo). Em seguida deve passar o objeto à pessoa ao seu lado que deverá acrescentar mais uma palavra a história sempre repetindo tudo o que já foi dito. (Ex. Isto é um cavalo de vestido...), e assim sucessivamente até que alguém erre a ordem da história pagando assim uma prenda a escolha do grupo.
Cria-se cada história engraçada... É bem divertido, aproveitem.


Contribuição enviada pela usuária: Jussara do Carmo Ferreira Souto Maior - Marketing e Venda


Dinâmica: " Recital das Almas Gêmeas"
Objetivo: É uma atividade muito divertida, que tem como objetivo a descontração e a aproximação entre os membros do grupo.
Material: papel e caneta
Procedimento: Divide-se a turma em duas equipes. Em papeis serão escritas mensagens que se completam (perguntas e respostas ou parte 1 e parte 2). Cada participante deverá pegar um papel, ou mais conforme a quantidade de papeis e participantes, sem deixar que seus colegas vejam o que está escrito. A mensagem será ex: 1 - 'eu sou um jardim sem flor', 2- ' eu sou a flor do teu jardim'. A segunda parte complementa a primeira. É importante que as mensagem sejam criativas e engraçadas. É preciso demarcar quais são as primeiras partes, para que sejam recitadas primeiramente, sendo completadas pela sua respectiva segunda parte.


Contribuição enviada pela usuária: Beatris Feuser - Profa. de Hidro e Natação


Dinâmica: "Para quem você tira o chapéu"


Objetivo: Estimular a autoestima
Materiais: um chapéu e um espelho
O espelho deve estar colado no fundo do chapéu.
Procedimento: O animador escolhe uma pessoa do grupo e pergunta se ela tira o chapéu para a pessoa que ver e o porquê, sem dizer o nome da pessoa. Pode ser feito em qualquer tamanho de grupo e o animador deve fingir que trocou a foto do chapéu antes de chamar o próximo participante. Fizemos com um grupo de idosos e alguns chegaram a se emocionar depois de dizer suas qualidades. Espero que gostem!


Contribuição enviada pela usuária: Andressa Carneiro - Vitória de Santo Antão PE - dentista
35. 1. Outra Versão: Dinâmica "Caixinha de Surpresas"
Objetivo: Dinâmica do autoconhecimento;Falar sobre si
Materiais: caixinha com tampa, eEspelho
Procedimento:Em uma caixinha com tampa deve ser fixado um espelho na tampa pelo lado de dentro. As pessoas do grupo devem se sentar em círculo. O animador deve explicar que dentro da caixa tem a foto de uma pessoa muito importante (enfatizar), depois deve passar para uma pessoa e pedir que fale sobre a pessoa da foto, e não devem deixar claro que a pessoa importante é ela própria. Ao final, o animador deve provocar para que as pessoas digam como se sentiram falando da pessoa importante que estava na foto.
Contribuição enviada pela usuária: Iara Elisa - Charqueadas - RS - Assistente Social


Dinâmica: " do papel"
Objetivo: Descontração
Materiais: pedaço de papel, caneta
Procedimento: Forma-se um círculo e em seguida será distribuído um pedaço de papel para cada um, e uma caneta. Logo após a pessoa irá escrever qualquer pergunta que ela quiser, ex: Porque hoje fez sol? entendeu?!É qualquer pergunta, o que vier na cabeça. Ai logo após o instrutor irá pegar os papéis de todos os participantes, embaralhar e entregar um para cada (só que você não poderá pegar o seu), ai depois de feito isso a pessoa vai responder o que estiver naquele papel que ela pegou. Depois que todos responderem sem um ver o do outro, você vai dobrar seu papel e vai passar 2 vezes para seu lado direito todos juntos. Ai começa a brincadeira. Uma pessoa começa lendo o que está em seu papel, em seguida a pessoa do lado direito ou esquerdo (depende do monitor escolher), digamos que foi pela direita, ai a pessoa vai ler o que está escrito na RESPOSTA dela, e assim sucessivamente, a mesma que respondeu a resposta vai ler a sua pergunta e o vizinho ao lado responderá a sua resposta é muito legal e divertindo causando muitos risos!!!!


Contribuição enviada pelo usuário: Patty - Estudante - Londrina- PR


Dinâmica: "dança da cadeira cooperativa"
Objetivo: essa dinâmica serve para quebrar o gelo e fazer com que os participantes pensem sobre cooperação entre o grupo.
Materiais: 1 cadeira
Procedimento: consiste na brincadeira da dança da cadeira(mesmo procedimento), só que em ao invés dos que ficarem sem se sentar sairem, terão que se sentar no colo do amigo, de modo que ninguém fique em pé. É muito engraçado! Ao final, com apenas uma cadeira todo o grupo terá que se sentar um no colo do outro.
Contribuição enviada pelo usuário: Luciene de Souza Figueiredo Pereira - diadema SP
E-mail:lucienesfigueiredo@hotmail.com


Dinâmica: " da rosa" (infantil)
Objetivo: despertar a atitude em preservar o que temos.
Materiais: uma flor (rosa) natural
Procedimento: fazer um círculo, e cada integrante retira um pedacinho da flor, ao final sobrará apenas o talo da flor. O monitor da dinâmica questiona o que aconteceu? Será que podemos consertar o que fizemos? Essa dinâmica pode ser trabalhada com os pequeninos, a fim de preservar os materias dentro da sala de aula, ou preservar o próprio meio ambiente.
Contribuição enviada pelo usuário: Dulcemar Garcia - E-mail:dulcemarg@bol.com.br - Professora de Educação infantil- psicopedagoga - SP


Dinâmica: " O feitiço virou contra o feitiçeiro "
Objetivo: Mostrar para a turma que antes de pedir para alguém fazer alguma coisa que se coloque no lugar do outro, pois provavelmente ele não faria o que escolheu para o outro grupo fazer.
Materiais: -
Procedimento: Divide-se a turma em dois grupos e pede-se para que cada grupo escolha dois micos para o outro grupo. Após a escolha do mico nomeia-se um lider de cada grupo que fala em voz alta para todos os micos escolhidos.
Após a divulgação o professor diz que o nome da brincadeira é o feitiço virou contra o feitiçeiro e que os grupos farão os micos escolhidos por eles mesmos.


Contribuição enviada pelo usuário: Anderson Luis de Araujo- E-mail:andersoaraujo@bol.com.br - Supervisor Comercial / Professor de Educação Fisica


Dinâmica: "do deficiente visual"
Objetivo: Essa dinâmica tem como objetivo motivar a confiança em equipe.
Materiais: espaço aberto
Procedimento: Formam-se duplas e um fecha os olhos e se deixa ser guiado pelo o outro, que deve estar com os olhos abertos, depois o papel se inverte. Pode ser colocado uma música de fundo.
Contribuição enviada pelo usuário: Flaviano Marques Aragão - Socorrista - E-mail:marquespi1@hotmail.com


Dinâmica: "sonhos"
Objetivo: Aprender a respeitar o sonhos dos outros
Materiais: balões coloridos, caneta, papel sulfite e palitos de dente.
Procedimento: O participante deverá escrever em um pedaço de papel seu sonho, dobrar e colocá-lo dentro do balão, que deve ser inflado. Cada um fica com um balão e um palito de dente na mão. O orientador dá a seguinte ordem: defendam seu sonho! Todos devem estar juntos em um lugar espaçoso. A tendência é todos estourarem os balões uns dos outros. Quando fizerem isto o orientador pergunta: _ Por que destruiram os sonhos dos outros? Deixe eles pensarem um pouco e responda para defender o seu sonho você não precisa destruir os sonhos dos outros, basta que cada um fique parado e nenhum sonho será destruído!
Contribuição enviada pela usuária: Ana Maria de Sousa Pereira -Crato - CE
- E-mail:downpereira@yahoo.com.br


Dinâmica: "Sombra"
Objetivo: essa dinâmica está relacionada a percepção psicomotora e a interação interpessoal e interdisciplinar.
Procedimento: Essa dinâmica é muito descontraída, o grupo desenvolve uma sincronia, escolhe um companheiro (centro)e começam a imitar todos os gestos que ele faça, o que ele fala, como se fossem o sombra dele, deixando um elemento do grupo ao centro.


Contribuição enviada pelo usuário: Admilson Santos Costa - E-mail:admilsoncosta@uol.com.br


Dinâmica: "Patinho Feio"
Objetivo: Reflexão
Materiais: Tiras de papel colante, caneta
Procedimento: Colar tiras de papel colante ou escrever em fitas para serem colocadas na cabeça de modo que apareçam palavras as quais deverão ser seguidas pelos colegas que a lerem. Exemplo: beije-me, aperte minha mão,abrace-me, deixe-me, pisque para mim, etc etc.....sendo que apenas um elemento, deverá ficar com a palavra 'deixe-me'. sendo que esse será o único que não será procurado, será o patinho feio (deixe-me). No final, essa pessoa deverá contar como se sentiu, sendo discriminado e deixada de lado.


Contribuição enviada pelo usuário: George Luiz Barone- E-mail:gluizbarone@yahoo.com.br


Dinâmica: "Salada de Frutas"
Objetivo: memória e concentração
Procedimento: O grupo senta em círculo e o facilitador diz uma fruta qualquer e aponta para um dos participantes. O participante escolhido deverá dizer a fruta falada pelo facilitador e uma de sua escolha. Aí começa a brincadeira. A pessoa que estiver ao lado direito da escolhida pelo facilitador deverá dizer a fruta do facilitador, da pessoa e a sua.
Exemplo: Facilitador - Maçã; Pessoa 1 - Maçã e Banana; Pessoa 2 - Maçã, Banana e Manga;Pessoa 3 - Maçã, Banana, Manga e Uva e assim sucessivamente até que alguém erre a seqÜência. Para a pessoa que errar pode ser solicitado um 'castigo' ou um 'mico'.
Obs: 1º Em vez de frutas a brincadeira pode ser feita com carros, países, estados, objetos (praia, casa, sala, etc.); 2º Eu faço essa brincadeira com as minhas turmas do grupo de Reciclagem da Língua Portuguesa (in company) e garante ótimos resultados. Como castigo à pessoa que erra, eu faço alguma pergunta sobre o conteúdo já estudado (como revisão), do conteúdo a ser estudado (como hipótese e suposição, para ver o conhecimento da pessoa sobre o assunto) e do conteúdo que está sendo estudado (como reforço). É uma brincadeira simples, mas que garante boas risadas e resultados maravilhosos deixando o ambiente e os participantes super descontraídos.


Contribuição enviada pela usuária: Denise Pinheiro Oliveira- E-mail:denisepinheiro@walla.com


Dinâmica: "das partes do corpo"
Objetivo: estimular a atenção e interação com os colegas
Procedimento: Numa grande roda a pessoa começa a brincadeira dizendo o nome de uma parte do corpo. passando a vez. A pessoa que estiver ao lado determinado irá colocar a mão na parte do corpo que a primeira pessoa falou, e dizer outra parte do corpo passando a vez. A pessoa ao seu lado, já determinado de modo que a vez corra apenas em um sentido, colocará a mão na parte corporal dita pela segunda pessoa e dirá outra parte e assim sucessivamente.


Contribuição enviada pelo usuário: Guilherme dos Anjos Nascimento- E-mail:guilhermenascimento@yahoo.com.br


Dinâmica: "Descobrindo as qualidades"
Objetivo: Interação
Materiais: quebra-cabeça, pedaços de papel e caneta
Procedimento: Dois grupos formam um círculo, com os componentes intercalados ( ex. um do amarelo, outro do azul e assim em diante até terminar o círculo). Cada componente deve escrever em um pedaço de papel uma qualidade própria (usando apenas uma palavra) e entregar para o participante do lado direito, sendo este o componente do grupo oposto, que deverá fazer mímica para que o seu grupo descubra a qualidade do participante ao lado (grupo oposto), quando o grupo acerta a qualidade logo o outro componente do mesmo grupo anterior que estava fazendo a mímica começa a fazer também a sua e assim sucessivamente . Enquanto isso o líder do grupo oposto está dentro do círculo montando um quebra cabeça, quando ele terminar o tempo acaba e ganha o grupo que descobriu mais qualidades do grupo oposto.
Contribuição enviada pela usuária: Adriana de Luna Catrinck- RJ - E-mail: catrinck_dri@hotmail.com
48. Dinâmica: "do Estetoscópio" (para trilhas ao ar livre)
Objetivo: Esta dinâmica serve pra se perceber que o meio ambiente é vivo.
Materiais: estetoscópio
Procedimento: Ao realizar uma caminhada numa trilha, onde houver em locais úmidos, árvores com caule fino, pegar o estetoscópio e pedir pra que a pessoa ouça seu coração, logo após escutar no caule e perceber o som do movimento de água(xilema) e de nutrientes(floema).
Contribuição enviada pela usuária: Raquel de Cassia Ramos - ambientalista - E-mail: rachelcassia@yahoo.com.br


Dinâmica: "qualidades e defeitos"
Objetivo: falar das qualidades e defeitos.
Materiais: pedaço de papel, caneta
Procedimento: gostaria de sugerir uma dinâmica que fiz com meus alunos para falarmos das qualidades e defeitos. Entrega-se um pedaço de papel para cada participante e pede que desenhe a mão direita e a mão esquerda. Em cada dedo primeiro da mão direita escreve-se uma qualidade e na esquerda um defeito. O coordenador da dinâmica dá cerca de 20 minutos para escreverem. Ao final discute-se de acordo com o que cada um escreveu, finalizando que é mais fácil falar de características dos outros do que de nós mesmos e encerra dizendo que todos possuímos qualidades e defeitos, porém temos que nos respeitarmos e priorizarmos nossas qualidades. Um beijo, Cris
Contribuição enviada pela usuária: Cristiane Alves Brasil SP - educadora - E-mail: cristianeabrasil@hotmail.com


Dinâmica: "Conheço meu filho"
Objetivo: para reunião de pais
Materiais: Papel e caneta
Procedimento: Pedir que os alunos escreva em um papel pequeno a seguinte frase: 'eu amo a minha família'. Não pode ser assinado. Todos pedaços de papel deverá ter um número que corresponda o número que a cordenadora da reunião manterá em segredo. No dia da reunião todos os pepeis serão colocados espalhados em uma mesa e os pais deverão reconhecer a letra do filho e pegar um papel. Depois a cordenadora irá verificar se os pais acertaram e conhece a letra de seus filhos.


Contribuição enviada pelo usuário: Elson de Souza Medeiros - Pastor/professor - Serra ES
E-mail: medeiros.elson@uol.com.br


Dinâmica: "do General"
Objetivo: descontração... causa muitos risos e simpatia entre os participantes
Procedimento: Uma dinâmica para entreter... como uma brincadeira...
Há várias posições nesse jogo, como: lixo, soldado, cabo, sargento, coronel, general etc...
O general começa falando 'Passei a revistar minha tropa e senti falta do...(ele diz o nome de uma das posições)
A pessoa se levanta (a não ser que seja o cargo mais baixo, nesse caso, o General se levanta, e ele continua sentado) e diz 'O ... nunca falta, senhor(o cargo mais baixo não diz senhor ao general)
General - então quem falta?... - Quem falta é o ..., senhor
E assim se procede... até que alguem não se levante, ou levante na hora errada, ou esqueça de dizer 'senhor' ou diga senhor na hora errada
OBS: Se levanta apenas para um cargo mais elevado, e se diz senhor, também apenas para um cargo mais elevado. Nesse caso, a pessoa que errou vai para o cargo mais baixo, e cada pessoa sobe um cargo...Então, começa com o general dizendo 'Passei a revistar minha tropa(...)'
OBS2 - O cargo mais baixo nunca diz senhor ou se levanta para o general, mas para todos os outros participantes, sim...O general nunca se levanta ou diz senhor... apenas para o cargo mais baixo...
OBS3 - se faltarem cargos, pode-se inventar mais alguns, como cocô, ou balde, ou algo assim...


Contribuição enviada pelo usuário: Vinícius - Belo Horizonte/MG


Dinâmica: "da inteligência"
Objetivo: melhorar a percepção
Procedimento: Você pega um grupo e divide em 2 a 2, um olhando pro outro. Peça a eles para que se observem por 2 minutos, depois peça para eles se virarem de costas e mudarem três coisas em si mesmos e depois desvirarem e fazerem com que o parceiro descubra o que foi mudado. O outro também repete e assim sucessivamente repita por 3 vezes esta dinâmica.


Contribuição enviada pela usuária: Joyce cristina lippa - Indaiatuba - SP


Dinâmica: " da folha de revista"
Objetivo:
Material: folhas de revista, pátio ou sala, todos sentados em círculo
Procedimento: Dar uma folha de revista a cada participante e pede para que amassem bastante a folha, após todos amassarem pede para que desamassem novamente deixando a folha como era antes.
Ninguém irá conseguir, então explica-se que a folha representa as nossas palavras que uma vez ditas não podem mais serem consertadas, por isso devemos ter cuidado ao falar para que não venhamos a machucar o próximo, pois uma vez aberta a ferida será dificíl cicatrizar.


Contribuição enviada pela usuária: silvia lemos santos - ferraz de vasconcelos - SP


Dinâmica: " do balão"
Objetivo: Reflexão
Material:balões palitos de dentes uma caixa de bombons ou algum outro prêmio
Procedimento: entrega-se um balão para cada participante e em seguida um palito de dentes, pede-se para todos se espalharem e diz o seguinte: _ganha esta caixa de bombons quem conseguir ficar com o balão sem estourar.
Sem que o instrutor mande todos os participantes correm para estourar os balões dos adversários para ganhar a caixa de bombons, mas geralmente não sobra nenhum balão. Depois o instrutor pergunta: em que momento eu mandei vocês estourarem os balões dos colegas ? E fica com a caixa ou distribui.
Obs: se gostarem divulguem!


Contribuição enviada pela usuária: JOSEANE GOMES MOREIRA - TAIOBEIRAS MG


Outra Versão:


Procedimento: Distribui-se um balão cheio para cada participante e uma agulha ou alfinete. A regra da brincadeira é: Quem ficar até o final sem ter seu balão estourado é o vencedor. Dá-se o tempo de um minuto. Geralmente os participantes estouram o balão uns dos outros, ficando poucos ou nenhum vencedor. Moral da história: Todos poderiam ter sido vencedores pois em momento algum foi dada a regra de que deveriam ter estourado o balão do outro.


Contribuição enviada pela usuária: Geisa Alice de Lima - E-mail: ggeeiissaa@yahoo.com.br - Cianorte PR


Dinâmica: " da Pergunta Certa"
Objetivo: Esta dinâmica irá despertar uma atenção maior a concentração e estratégia.
Material: papel e fita crepe
Procedimento: Esta dinâmica para funcionar independe da quantidade de pessoas participantes. Um exemplo, em um grupo o coordenador deverá colar um nome de uma pessoa famosa nas costas dos participantes, sem que eles vejam o que esta escrito, então ganha a dinâmica quem descobrir primeiro o nome que está escrito em suas costas, para ajudá-los eles poderão fazer perguntas entre si como por exemplo 'a pessoa é loira?', mas as respostas so poderão ser sim ou não.


Contribuição enviada pela usuária: KELLY CRISTINA DA SILVA - SANTO ANDRE - SP


Dinâmica: " Carta a si próprio"
Objetivo: Levantamento de expectativas individuais, compromissos consigo próprio, percepção de si, auto-conhecimento, sensibilização, reflexão, automotivação, absorção teórica.
Material: Envelope, sulfite, caneta.
Procedimento: 20'
Individualmente, cada treinando escreve uma carta a si próprio, como se estivesse escrevendo a seu (sua) melhor amigo (a). Dentre os assuntos, abordar: como se sente no momento, o que espera do evento (curso, seminário, etc.), como espera estar pessoal e profissionalmente daqui a 30 dias. Destinar o envelope a si próprio (nome e endereço completo para remessa). O Facilitador recolhe os envelopes endereçados, cola-os perante o grupo e, após 45 dias aproximadamente, remete ao treinando (via correio ou malote).


Contribuição enviada pela usuária: Elienai Costa de Amorim - Manaus - AM


Dinâmica: " da Bexiga"
Objetivo: Mostrar que nem sempre os caminhos mais fáceis são os melhores, aliás quase nunca. Se precisarem da ajuda de outro diga, que quando não conseguimos vencer algo sozinhos (vícios, frustações etc.) podemos pedir ajuda a outra pessoa, mais velhas (no caso de adolescentes).
Material: bexigas coloridas; fitilha (fita de presente); mini balas; tirinhas de papel com palavras boas e ruins do tipo sucesso, amor, paz, vida eterna, mentira, drogas.
Chegue antes para preparar a sala.
Coloque uma tirinha de papel com um dizer 'ruim' encha a bexiga e coloque uma fita longa, cole no teto essa bexiga, de forma que fique fácil de pegar, dessa forma vá dificultando as bexigas e 'melhorando' as palavras até a última bexiga, no nosso caso foi Vida Eterna, coloque balas junto com a palavra chave, se ninguem alcançar diga que pode pedir ajuda um ao outro.
Público: pode ser feito com pré-adolescentes, adolescentes, jovens e adultos, mudando as palavras para cada faixa etária. Boa sorte!


Contribuição enviada pela usuária: MICHELE KELLY SILVA VIEIRA- Resende - RJ




Dinâmica: "da opinião"
Objetivo: As pessoas expressarem opiniões umas sobre as outras sem que se saiba quem escreveu o papel.
Participantes: qualquer grupo
Material: papel, envelope, cesta, caneta
Procedimento:
1.º passo: colocar papéis com nome de cada (todos) componente do grupo em um envelope ou uma cesta.
2.º passo: pedir para cada componente do grupo sortear um papel ao mesmo tempo.
3.º passo: marcar um tempo de 5 ou 10 minutos para que todos escrevam nos papéis.
4.º passo: cada um deverá escrever individualmente o que acha daquela pessoa em que foi tirada no papel.
5.º passo: o líder deve informar aos participantes que o papel colocado ali deve ser escrito: erros, elogios, críticas ou o que aquela pessoa tirada pode melhorar.
Contribuição enviado pelo usuário: Paulo Roberto Pereira - segurança - E-mail: lordpaulo0029@yahoo.com.br RJ


Dinâmica: "Anjo (amigo oculto)"
Objetivo: Amigo Oculto e aproximação do grupo
Participantes: Qualquer grupo
Material:
Procedimento: O responsável prepara uma caixa ou um cartaz com envelopes com os nomes dos participantes, mais ou menos um mês antes da reunião principal. Durante esse tempo, as pessoas colocam lembranças para a pessoa que ela tirou, não necessariamente coisas caras , exemplo, cartões, balas, bombons, vales (use sua criatividade). No dia da reunião, a pessoa fala quem ela tirou (assim como no amigo secreto).
Obs.: Como você já gastou com os outros presentes o valor do presente pode ser mínimo.
Espero que se divirtam com sua família e amigos !
Contribuição enviada pela usuária: Taa Amorim - E-mail: Talise_bjs@hotmail.com
Dinâmica: "Dança das Cadeiras (cooperativo)" 

- Colocar em círculo um número de cadeiras menor que a metade do número de participantes. Em seguida propor o objetivo comum: terminar o jogo com todos os participantes sentados nas cadeiras que sobrarem. Colocar música para todos dançarem. Quando a música parar, TODOS devem sentar usando as cadeiras (e os colos uns dos outros). Em seguida o educador tira uma ou duas cadeiras (e assim sucessivamente). Ninguém sai do jogo e a dança continua até nova parada (e assim por diante). Os educandos vão percebendo que podem se liberar dos velhos, desnecessários e bloqueadores "padrões competitivos". Na medida que se desprendem dos antigos hábitos, passam a resgatar e fortalecer a expressão do "potencial cooperativo" de jogar e viver. O jogo prossegue até restar uma cadeira, ou mesmo sem cadeira (vai até onde o grupo desejar).

Autor desconhecido
 Dinâmica: "Pulo Gigante (cooperativo)" 

- Dois jogadores têm de trazer duas cadeiras até uma linha de meta, que dista vários metros do ponto de partida, sem que coloquem nem as mãos nem os pés no chão. Uma hipótese de resolver a situação é saltitar ruidosamente cada um deles em sua cadeira. Outra, é encontrarem uma estratégia cooperativa, deslocando-se sobre as cadeiras (avançam uma cadeira, passam os dois para cima desta, etc). O jogo pode ser repetido aumentando o número de jogadores e de cadeiras.

Autor desconhecido

Dinâmica: 'Pegadinha de QUíMICA'

- OBS: Essa dinâmica é legal para o primeiro dia de aula de química do ensino médio.
Entrega-se a cada participante um papel com o símbolo de um elemento químico, sem ver o do outro. Todos podem permanecer sentados em seus lugares. Quando o coordenador chamar o elemento pelo nome, a pessoa correspondente ao elemento, deve se levanta e se apresenta para todos.
Objetivo: 'quebra gelo' e descontração geral, reforçar o conhecimento de elementos químicos e seus respectivos símbolos.
Contribuição enviada pela usuária: Marcia C. de Souza Silva MS - professora-marcia-conceicao@hotmail.com

Dinâmica: "Quebra Gêlo do Barquinho" A dinâmica é de quebra gelo ou de encerramento. Pode ser ultilizada quando estiver iniciando um grupo ou encerrando algum graupo...
*Nescessita apenas de uma folha de papel sulfite e algum participante que saiba construir um barquinho com essa folha de papel sulfite. Pronto o barquinho o facilitador inicia dizendo a todos que cada um irá falar o nome e o que espera daquele grupo ou curso, e assim sucessivamente.
Já no caso de encerramento o facilitador irá passar o barquinho e pedir que cada um diga o que esta levando daqueles momento em que estiveram ali...
Contribuição enviada pelo usuário: Fernando Robert BH/MG- fernando.robert@hotmail.com
Dinâmica: "Recadinhos engraçados"

Objetivo: descontrair e envolver a todos nas atividades propostas.
Material: Tiras de papel para cada aluno, lápis ou caneta.
Formação em círculo;
o professor pede que cada aluno escreva na parte superior de sua tira de papel o nome de uma aluna ou de uma atriz famosa, depois que escrever deverá dobrar para trás de modo que o nome fique escondido. Peça que passem o papel para quem esta a sua direita, e agora deverá escrever o nome de um aluno ou ator famoso, dobre para trás, passe para a direita. Agora peça que eles escrevam somente a resposta dessa pergunta, Estavam fazendo?.... dobre e passe; respondam: O povo olhou e disse?....dobre e passe. Conclusão(pode ser um dito popular) dobre e passe...
Agora cada, um na sua vez ira ler em voz alta o seu recado e deverá ler com impolgação, na seguinte ordem: Fulana e fulano estavam fazendo......o povo olhou e disse..........conclusão.......
Obs: sempre que faço essa dinâmica eu participo com meus alunos, sempre coloco nome de aluno mais tímido e é muito divertido, eles adoram. Como trabalho com turmas de meninas separadas dos meninos não corre o risco de intimidar ninguém.
Contribuição enviada pela usuária:Maria Cristina Saloto - Resende RJ - E-mail: cristinasaloto@bol.com.br
Dinâmica: "Verdade ou Mentira?"

Entrego um pedaço de papel a cada aluno e digo que terão que escrever nele 3 frases sobre si mesmos, sendo que uma delas será falsa. Mas não devem escrever coisas óbvias como 'tenho olhos verdes' e sim coisas que os amigos saberiam sobre ele, como 'já fui ao Japão', por exemplo.
Peço a eles que coloquem o nome e escrevam as 3 frases (e é claro que eu vou guardar esses papéis para uso posterior quando for preparar as aulas), depois eles me entregam todos. Escolho um papel aleatoriamente e leio a primeira frase, perguntando de quem é. A classe vai dando seus palpites e instruo os alunos que quando identificaram o que escreveram disfarcem e também digam que acham que é do Fulano.
Anoto na frente da frase o nome de quem a maioria da classe achou que era o dono e escolho outro papel. Vou lendo as primeiras frases de cada um, depois começo a ler a segunda e por fim a terceira frase, sempre anotando na frente da frase de quem a classe achou que era.
No final todos já estão ansiosos e eu leio a frase e digo: essa que vocês acharam que era do Fulano na verdade é da Sicrana. E faço algumas perguntas sobre a frase à aluna. Vou fazendo isso até terminar e depois pergunto aos alunos o que acharam da brincadeira.
Eles normalmente acham divertido porque ficam sabendo mais sobre os colegas e também ficam surpresos por saber relativamente pouco sobre eles.
Contribuição enviada pela usuária:Vera Oliveira - Araçuaí MG - vera.897@hotmail.com
 Dinâmica: Dinâmica-reclamar para quê?

Objetivos:entender que somos perfeitos e ainda reclamamos da vida
Material:folhas de papel ofício, som, música animada
Procedimento:forma-se um grupo em circulos, entrega-se uma folha de papel e peça que cortem a folha em 8 pedaços e segure-os com o próprio corpo (nas juntas, pescoço..) e avise que eles não poderão colocar na roupa nem deixar cair. Em seguida coloque uma música bem agitada e peça que eles dancem e o animador vai ordenando: abrace o amigo, dê um tchau, pule de um pé só...nesta hora eles vão reclamar que é muito difícil...

Moral:que nós perfeitos reclamos da vida e não conseguimos fazer nada com obstáculos no corpo, agora pense nas pessoas que não têm mãos, pés, braços e são grandes vencedores.
Contribuição enviada pela usuária: Josianny Antuness - Fortaleza - E-mail: josiannyantuness@hotmail.com
Dinâmica: 5 papéis reunidos

Separe 5 papeizinhos por participante, nestes, deverão estar escritos os nomes deles. Faça em um tamanho menor possível, misture-os e coloque em um recipiente para que haja uma mistura completa. Em um local aberto jogue-os para o alto, aquele participante que conseguir recolher os seus cinco papéis com os seus nomes primeiro vence (se estiver ventando melhor ainda) Quando todos estão abaixados à procura dos seus nomes, pode-se jogar entre eles, balas, pirilutos, bombons, etc...vira a maior confusão. Eu costumo premiar a 1ª menina e o 1º menino.
Contribuição enviado pelo usuário: José Ramos Júnior - Ribeirão Vermelho MG - E-mail: juninhocontatu@hotmail.com

Dinâmica: Balão da Vitória

Objetivo: criar uma mentalidade de união.
Material: Balão, barbante e caneta
  Cada um pega seu balão que está escrito vitória amarrado em seu punho. Você jogará para cima defendendo o seu e tentando estourar o do outro em 5 min. Vencerá quem chegar até o final com o seu balão cheio. No final do tempo estipulado, mostra-se para o grupo que não foi dito que somente UM poderia ser vitorioso, mas sim quem estivesse com o balão cheio, e cada um preocupou-se somente com o seu balão, não importando com a situação do outro. Se todos estivessem ajudado um ao outro todos seriam vencedores. As vezes passamos por cima dos outros para obter vitórias.
Contribuição enviada pela usuária: Alcilene Camilo - Belo Horizonte MG - E-mail: alcilenecamilo@gmail.com
Dinâmica: da Água

   C
ada participante em uma grande roda, tem um copo com água na mão, o coordenador da dinâmica coloca água dentro de cada um deles. Cada um vai descobrir o que vai fazer com a água, mas não pode jogar fora e nem tão pouco beber a água que está no copo...o que farão com a água vai depender da criatividade de cada participante.
Moral da dinâmica é: se guardarem a água para usar para qualquer outro fim estarão agindo individualmente e não tem o espírito de equipe. Se devolverem para a garrafa onde estava a água estarão se esquivando dos objetivos e compromissos. Se derem a água para matar a sede de seu companhairo, estarão mostrando o espírito de equipe.
OBS. Eu falei que não era para beber a água, mais eu não disse que não poderiam matar a sede do seu companheiro.
Contribuição enviado pelo usuário: João barbosa - Rio de Janeiro - E-mail: B_JRB@HOTMAIL.COM
Dinâmica: Na pele dos bichos

Objetivo: Provocar empatia com os animais e demonstrar a importância das áreas naturais.
   Traçar círculos com giz no chão escrevendo o nome de habitats, preferindo os que existem na região. Distribuir fichas com o nome de um animal (de preferência da região) e seu nicho e habitat. A bicharada tem que ficar circulando pela área até que a música seja interrompida. Todos então tem que procurar o abrigo correto. Os mediadores então verificam se estão no seu lugar e a cada rodada as áreas se reduzem, por exemplo: poluiram o rio com lixo, queimaram a mata, construiram um shopping onde tinha o brejo...os bichos que ficarem sem espaço são eliminados. Termina quando não houver mais áreas para abrigar os animais
Contribuição enviada pela usuária: Ionara Urrutia Moura - Campinas SP - E-mail: bionara1@yahoo.com.br

Dinâmica: Dos desenhos e frutrações

   Em uma folha de papel, pedir para os alunos desenharem algo que os incomodam ou intristece em casa junto a familia. sem identificação.E em reunião junto aos pais pedir que eles reconheçam o desenho do seu filho e de suas fustrações. Apos os mesmos serem retirados pelos pais a coordenadora da reunião, atraves de um numero em cada folha reconhecera os desenhos corretos juntos aos pais, para saber se os mesmos reconhecem as fustrações e carências de seus filhos.
Contribuição enviada pela usuária: Patricia Alves Silva - São Paulo - E-mail: patricia.silva20@terra.com.br
Dinâmica: 'Sonho ou Frustação'

Objetivo: Quebra de gelo
Material: Rolo de Barbante
Duração: Máximo 30 minutos
Participantes: 10' a 20'
Formação: Circulo
Procedimento: Solicitar ao 1º participante apresentar-se e fala para todos um sonho que gostaria de realizar segurando o rolo de bargante. Depois segura a ponta do rolo, escolhe outro participante que recebe o rolo (é jogado), e que faz a mesma coisa. Ao término têm- se uma rede formada por barbantes onde o condutor fala da conectividade dos sonhos como ponto positivo, etc e depois se não tivermos um planejamento, os sonhos se perdem ao longo da vida, em função das dificuldades, sendo necessário disciplina para alcançarmos nossos sonhos através de metas estabelecidas.
Numa mesma dinâmica é possível mostrar a importância do auto-conhecimento, dos sonhos e disciplina para realização.
Contribuição enviada pela usuária: Leila Fatima Braga Pinheiro - Vitoria ES - E-mail: lfatima@gmail.com

Dinâmica: 'da bexiga 2'

Cada participante recebe uma bexiga e um papelzinho para escrever seu nome e colocar dentro dela, encher. Ao comando do professor, realizar as atividades, não importando ficar somente com a sua bexiga, pode misturar, trocar. Exemplo:jogando as bexigas para cima, não deixem NENHUMA cair; equilibrar a bexiga nas costas; dançar com a bexiga; trocar de bexiga com outra pessoa,etc. No final, cada pessoa pega uma bexiga qualquer, estoura e abre o papelzinho. Procurar a pessoa cujo nome estava dentro da bexiga e dar um abraço nela, podendo falar também porque admira essa pessoa.
Contribuição enviada pela usuária: Ester Barone - Mogi Mirim - SP - E-mail: esterbarone@hotmail.com
Dinâmica: 'do desenho em grupo'
   É bem interessante fazer em uma reunião de pais.
   Distribui-se uma folha ou apenas um pedaço de papel e uma caneta ou lápis para cada participante. Esses devem sentar-se em um circulo, quadrado, qualquer forma fechada. Peça que eles escrevam seu nome na folha, depois pensem e começem um desenho, cada um pensa o seu e faz em seu papel, dá um tempo e peça pra que eles passem a folha para a pessoa ao lado, dê um determinado tempo e rode novamente a folha, vá assim até que a sua folha volte para suas mãos.
   Depois disso você poderá pegar como exemplo todos ou apenas alguns, peça pra que digam o que havia pensado em desenhar antes e compare com o que está desenhado na verdade.
   Em 99,9% os desenhos são completamente diferentes do que o que cada um pensou em desenhar, então você explica que assim é a vida, as vezes pensamos em levar nossos filhos por um caminho e várias são as pedras que encontramos, ou que cada um escolhe seu proprio caminho, desenvolva em cima disso, eles gostam bastante.
Contribuição enviada pela usuária: Natália Soares de Melo - natalia.melo@globo.com
106. Dinâmica: ' da Solidariedade'
Objetivo: Estimular a interação social e o sentimento de solidariedade. Especial para aulas de ginástica na empresa e trabalhos de interação.
  O professor deverá elaborar previamente pedacinhos de papel com a frase: 'A minha dificuldade é...'
Após feito, deverá distribuir entre os alunos e direcioná-los a escrever alguma dificuldade de relacionamento na empresa, algum problema pessoal que têm e não consiguem resolver sozinhos. É muito importante dizer que não deverão escrever o seu nome e nem insinuações sobre algum colega.
  Após todos escreverem, os papéis serão dobrados minimamente e misturados num saquinho. O professor irá pedir para que cada aluno tire um papelzinho (sem ser o seu próprio, caso seja, será devolvido no saco e misturado novamente) e que pensem em silêncio em alguma solução para resolver o problema encontrado no papel. Logo depois, o professor irá pedir para que cada um leia o seu 'novo problema' e profira uma solução para ele.
   É uma brincadeira muito divertida e solidária, pois cada uma terá uma idéia para ajudar a resolver o problema, de modo a gerar uma grande conversa construtiva ajudando a todos.
É importante o professor arrematar a aula dizendo a importância de ajudar o próximo independente de quem for.
Contribuição enviada pela usuária:Gisely Sabino Silva - Jaboatão do Guararapes - PE - E-mail: giexotica@hotmail.com
 Dinâmica: A Repetição é a Mãe do Aprendizado
Participantes: 5 a qualquer número.
Materiais: barbante de um metro para cada participante.
Tempo: cerca de 20 minutos.
Dinâmica: orientamos os participantes para que se preparem para nos próximos dois minutos façam o maior número possível de nós nos barbantes que tem em mãos, só que com uma só mão, sem encostar no corpo, sem usar a boca e nenhuma ajuda.
Cronometra-se dois minutos (costumo usar uma música de fundo), ao fim de dois minutos, contamos o número total de nós da turma, se for turma com mais de 15 participantes, aconselho tomar-se uma amostra somente de quinze (os mais da frente da turma) que refletirão o total da turma. Contamos o total e calculamos a média e perguntamos também quem fez o maior número de nós (o recorde da turma). Anotamos no flip chart ou planilha (com projetor). Fazemos a segunda tomada de dois minutos, novamente calculamos a média e o recorde (aqui já notamos uma evolução da turma). Na terceira tomada de tempo (sempre dois minutos) pedimos como está a técnica, se já está ficando fácil, se vão bater o recorde, etc. e instantes antes de começar a cronometragem, falamos que desta vez terão que fazer os nós com a outra mão (destros fazem com a esquerda e canhotos com a direita), é uma reclamação geral, mas o desafio é este mesmo. No final calculamos novamente a média e o recorde, inevitavelmente a turma supera estes dois índices mesmo com a mão trocada.
Conclusão: desenvolvendo-se o método de fazer nós através da disciplina (repetições) qualquer pessoa consegue a superação e a técnica é apurada mesmo trocando-se a mão, ou seja: a repetição é a mãe do aprendizado, não existem atalhos.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...